sexta-feira, novembro 13, 2009

Natal


E eu adoro Natal, né. Mas neste ano está me dando uma agonia-taquicardia-desespero ver papais noéis gigantes na rua, anúncios de natal ou emails de confraternização de fim de ano porque me lembra que 2009 tá acabando e 2010 ta aí e que, aí também está o meu casamento. Que eu quero muito que chegue, mas né, a lista de "to do" continua grande, qual seja a taquicardia.
Mas vendo fotos de árvores de natal por aí me lembrei de uma da minha infância. Mamis sem dinheiro para comprar bolas e enfeites, mas muito criativa, comprou duas caixas de chocolate e pendurou cada chocolatinho na nossa árvore como se bolas fossem. Foi a árvore de maior sucesso na rua inteira, todo mundo ia lá diariamente para tentar pegar uma bolinha, o que era proibido até o Natal. Foi com certeza a árvore mais simples de todas, mas, para falar a verdade, é a única de que eu me lembro perfeitamente.


PS: Apaixonada por essa árvore branca!!

3 comentários:

Bel disse...

Que história fofa. Mãe sempre dá um jeito em tudo, né? Bjos.

Créme de la Créme disse...

Ei Lolo,

Pode insistir no tema que eu amo.Bom eu já vi dois casos:
1) As lanternas eram apena decorativas e não para iluminação. Assim a decoradora jogou algumas luzes direcionadas para as lanternas o que ficou muito bonito para a noite.
2) As lanternas eram realmente luminárias com lâmpadas dentro. Este caso realmente tiveram que fazer uma estrutia onde saiam os fios que eram ligados as lanternas.
E se for de dia não precias de iluminação pois seraim apenas para decor mesmo.
Beijo e obrigada pela visita

Melissa disse...

LINDA MESMO!!!