quinta-feira, dezembro 29, 2011

Vovó

- Lara passou o Natal com a família da mamãe, em Goiás. Gente, como ela gostou!!! Amou a primaiada, correu atrás das crianças maiores o tempo todo, se desenvolveu tanto, é impressionante o salto que o desenvolvimento das crianças dá em viagens. Voltou meio triste, tadinha, chamando vovó, issa (tia Larissa, minha irmã), hoje acordou com o telefone tocando e chorou até que eu ligasse para a vovó! Uma fofura. Pega o telefone de brinquedo, diz "vovó, blablablabla, tchau, tchau, amém, bso", hohoho.
A levei no parquinho pela manhã e ela brincou o tempo todo com as outras crianças, coisa que nunca acontecia. Aprendeu em Goiás.

- Lado b: Lara inventou de bater e gritar. OH GOD!!! Não bate com raiva, bate para testar, em mim, no pai, na própria cabeça, na própria língua, na árvore de Natal, no sofá... Dizemos não pode e, quando ela não para, colocamos de castigo (1 minuto e meio sentada num cantinho, hello super nanny!!),mas, sinceramente, não sei se esse é o melhor approach. Tenho a impressão que seria melhor ignorar (ou dar um tapa na bunda, mas o meu marido é pacifista, hohoho), mas é difícil depois de um tapão na cara!! Alguém tem dicas???

- E está dormindo muuuuuito melhor, tk god! Depois do episódio da queda do berço, desistimos de força-la a dormir lá, arrumei um colchãozinho no chão ao lado do berço mesmo e ela curtiu a novidade. Dá um trabalho para iniciar o sono, mas tem dormido a noite inteira (ou acordado uma vez) e a gente acorda pela manhã com ela já do lado da nossa cama. (Em Goiás, dormiu no colchão do lado da cama da vovó, dormia tarde todos os dias mas apagava e só acordava sei lá que horas no dia seguinte porque eu estava era de férias, né?).

terça-feira, dezembro 06, 2011

Mais do sono

Outro dia a Paloma fez um post sobre sono depois de um pedido desesperado meu (chique!). Assim eu respondi:

"Paloma, só agora tive tempo para vir aqui agradecer o meu post (foi dedicado à mim, é meu, hohohoho). Aliás, esse é um dos agravantes dos problemas noturnos daqui de casa: eu trabalho cada vez mais, a Lara sente muito a minha falta, cada vez menos eu tenho paciência para me manter firme na rotina, acordo mais cansada... e a bola de neve continua.
Acho que a principal razão do meu desespero é que eu tive por muito tempo uma criança modelo Ciça (rs). Lara dormia 12h por noite desde os 2 meses de idade. Começou na noite em que completou dois meses. Eu amamentava em livre demanda, mas a demanda era de 3 em 3 horas. Assim como as sonecas, ela sempre foi um reloginho e por isso não foi difícil escolher por uma rotinha, já que era uma coisa natural dela.
Como ela nunca deu problema para dormir, nunca pensamos em ensina-la a dormir no berço. Faziamos, sim, uma rotina: banho (no tummy tub, até os 4 meses e meio, dp ela ficou muito grande pro balde), massagem, pijama e peito, de onde saia dormindo para o berço.
Daí ela começou a acordar, principalmente depois dos 10 meses. Primeiro dentes. Depois alergias, tosses, resfriados. Por muito tempo, balancavamos, insistiamos, colocavamos no berço. Aos poucos, fomos colocando na cama mesmo. Mas, assim como vc, eu não curto. Na verdade, detesto, nao durmo bem, acordo toda dolorida...
E aí a coisa foi degringolando. Não existe mais um padrão aqui em casa, aquele que eu falei que ela dormia 20h e acordava às 4h (eu era feliz e não sabia) era o da semana. O desta semana é dormir 20h e acordar 24h chorando, chorando, chorando e querendo a mamae, mamae, mamae e mais ninguem. E nao quer berço. Ficamos horas e não quer berço.
Ontem a coloquei, sai do quarto de fininho e ela se levantou, começou a chorar e pulou a grade. Quase morri do coração, não vi o tombo, mas graças a Deus ela não se machucou, está bem, mas foi um susto enorme.
Enfim, parei de tentar achar causas, não sei se é dente, se é alergia, se é carência, o que é. Vou ler o livro e viver um dia de cada vez e tentar entender que a minha bebe de sono perfeito não "quebrou", hehe. Muito obrigada pela ajuda!! Bjs.


Essa é a minha vida, esse é o meu clube.
XOXO

PS: Posso falar? Não estou aguentando essa fase de "mamae,mamaaaaae". Ela tem chorado de dia também miquerendo e isso me dá um neuvoso!!!

segunda-feira, novembro 28, 2011

Gracinhas

Por que as crianças param de fazer as gracinhas quando você saca o celular para filmar?

PS: Lara sabe cantar os finais de "Atirei o pau no gato", gente! A gente fala "dona chi..." e ela "caca". Mas eu não tenho prova, porque, né?

quarta-feira, novembro 23, 2011

Self

Lara se olha nas bolas espelhadas da árvore de Natal e diz "A laua" (A Lara).
Pega meu "óculos e eu pergunto "quer que põe em quem?" "Na laua"
Se apronta, corre para o espelho do corredor e diz "A laua".
Lara descobrindo a si mesma.

quarta-feira, novembro 16, 2011

15 meses







- Daí que a Lara não para de falar um segundo.
É um tal de “uglyuglyugly, blablabla” que a gente entende 1/3. E o vocabulário entendível cresce cada vez mais.
Fô (flor), ave (árvore), cocó (galinhas e pássaros em geral), fafa (girafa), muuuu, sança (dança, imitando a boneca que dança que ganhou da avó), mão (não, o tempo toooodo), tau (tchau), favô (por favor), sença (licença) gooool, oua (Lola, a boneca que na verdade se chama Lotta, mas mamãe não sabia), sense (Fluminense), cacaúca (tartaruga), auaua (arara).

- As duas últimas aprendeu a falar lá na Pousada do Rio Quente, passeio que eu muito recomendo para pais de bebês .Lara AMOU a água quente, as piscinas infantis, as bóias. Compramos uma boinha daquelas que enfiam as perninhas e foi a melhor coisa!! Com ela, íamos nas piscinas mais fundas e na de onda (umá do cerrado), que ela adorou, morria de rir. Fomos no feriado de 2 de novembro, cinco dias maravilhosos, e, como sempre digo, a melhor viagem so far. Vai ficando cada vez mais fácil, Lara já comia o almoço com a gente no hotel, as frutas do café da manhã (e até um bolinho, uma pamonha, um pequi...), ficava exausta da água quente, capotava no carrinho enquanto papai e mamãe jantavam (o que nuuuunca acontece em brasília) e só acordava no dia seguinte!!!

- Antes disso, tive minha primeira experiência viajando sola com Larinha. Tudo bem que foi para Goiania, de avião, o que significa vôos de 22 minutos!!! Mas há sempre o stress do aeroporto, o atraso do vôo, a passageira que se senta na poltrona do meio e se recusa a mudar para uma das pontas para dar mais espaço para você, a bebê e a tralha (!!!!!). Mas valeu muito à pena, fui para o casamento de uma amiga querida, husb não podia ir, fui sozinha para a cidade, sozinha para o casamento no qual eu só conhecia a noiva!!!! Por sorte, encontrei um amigo da pós e dançamos a noite inteira, me diverti horrores. Cheguei em casa às 4h da manhã (Lara ficou com a vovó, que mora lá)!!!

- E Lara ADORA o papai noel. Já viu o do Brasília Shopping, se jogou no colo dele. Amou também uma pessoa vestida de tartaruga (a cacaúca) lá na Pousada, abraçava, dava beijo, não sei se ela ainda não chegou na fase de ter medo ou se é destemida mesmo.

- Por falar em destemida, sobe em tudo essa Larinha!! Aprendeu nas escadas do parquinho, agora sobe essas escadinhas dobráveis (sabe?) com perfeição!!

- E eu deixo, sabe? Claro que, no caso das escadas, fico beeeem perto, mas acho que, nesse aspecto, sou uma mãe bem relax. Deixo andar, deixo descalça, deixo cair, deixo comer o que caiu no chão (não pode comer açúcar, mas germes, o que que tem??), deixo livre (Husband tem ataque do coração agora)

- E inventou um aaaa que precede as palavras que é uma coisa!!! Agora é aaaa mamãe, aaaa cacai, aaaa vovó, liiiindo de derreter coração!!

- E nana suas nenéns para dormir. Dá comida na boca delas. Pega a perninha e chuta a bola para que façam gols.

- E tira as próprias calças e joga no cesto de roupa suja

- E escova os próprios dentes (depois de eu escova-los, claro)

- E tenta colocar roupas em cabides e varrer o chão.

- E aponta cabelo, olho, boca, nariz, língua, dente, barriga, pé, mão...

- E responde que a vaca faz muuuu, o cachorro auau, o pato cácá (quáquá) a galinha cocó...

- E ficou gripada e teve que tomar antibiótico pela primeira vez

- E está dormindo melhor depois de tanta gripe, alergia, dentes. Mas em algum momento entre 5h e 7h vem para a nossa cama terminar a noite.

- E está tão fofa, tão fofa, mas tão fofa, que dá vontade de aperrrrrtar!!

terça-feira, outubro 11, 2011

Noite de sono, por favor!

Lara dorme superbem, a noite inteira.
A não ser que estejam nascendo os dentes.
Mas também, com uma dor dessas, quem consegue dormir.

Mas ela dorme que é uma beleza.
A não ser que esteja gripada.
Mas quem dorme tossindo assim, né?

Mas sim, sim, dorme a noite inteira.
A não ser que esteja com dor de barriga.
Coitadinha, não tem como dormir com dor de barriga.

Dorme, dorme.
A não ser que esteja muito quente, muito frio, muito barulho na rua.
Essas coisas que só acontecem de vez em quando.

Eu? Eu sou uma pessoa muito feliz, bem-humorada e descansada.
A não ser que a Lara não durma.

terça-feira, setembro 27, 2011

Lara in Rio



Dando continuidade ao turismo de casamentos, fomos a família inteira para o Rio na sexta-feira passada. Segunda vez da Larinha na cidade do papai – quinta viagem em sua vida, uma menina cosmopolita. Fomos naquele pânico básico de como ela se comportaria no avião, levei brinquedo novo (do aniversário, que ainda tem um monte guardado), livro, comida e até um DVD para o último caso. Larinha surpreendeu. O avião em si já foi distração suficiente para ela, queria olhar pela janela, levantar e abaixar a janelinha e a mesa, brincar com os passageiros do banco de trás... Comeu, mamou, incomodou-se um pouco com a pressão (coçou a orelhinha, deu uma dó), tentei dar uma chupeta para ver se aliviava, mas, né, quem nunca chupou chupeta não vai começar agora. No final dos dois vôos ela dormiu. Fofa!!

E como viajar é cultura, Lara aprendeu três nova palavras : tadi, coque e umá. A primeira siguinifica “boa tarde” e foi dita a primeira vez em resposta ao cumprimento da aeromoça. E Lara seguiu dando “tadi” para toooodo o avião, foooooofa. A segunda palavra significa “Luke”, o nome do cachorro da minha cunhada. Pode significar também “sai Luke”, se for dita em tom bravo. Umá significa “mar”. Autoexplicativo.


Correndo na areia para engrossar a panturrilha

E a viagem, apesar de curtíssima, foi a melhor so far. Lara claramente percebeu que estava em um local novo, ficava olhando pela janela do taxi a paisagem, se empolgou muito na praia (apesar de não ter sol), amou o apartamento da tia, o elevador daqueles que têm gradinha (não lembro o nome, pantográfico??), a rua movimentada de carros...

*****

E eu vou me tornando especialista em resolver aquele que é sem dúvida um dos principais dramas das mães: como conciliar a maternidade e a... vida social (carreira tá tranqüilo, hohoho). O segredo, aqui, é: uma filha que dorme cedo + uma babá que dorme uma vez na semana + familiares que brigam para ficar com a Lara + um marido bonzinho que fica com a Lara para eu ir no show da Rihanna, hohoho.

quinta-feira, setembro 15, 2011

Cocô

E Lara alcança mais um bonito e importante marco do desenvolvimento: agora avisa quando faz cocô. Abaixa, faz aquela forcinha básica, levanta e corre para me contar: cocô,cocô,cocô. Poesia pura!
Às vezes, eu tercerizo e falo: "vai lá avisar pra Neide". E ela corre eeedi, cocô, cocô, cocô, hohohoho. É tão fofo que a pessoa não resiste e troca a fralda fedida. As próximas vítima serão papai, avós e tios. A depender da simpatia da minha filha, nunca mais trocarei uma fralda na vida!
E agora é só tirar a roupa para o banho que ela faz um xixi. É tão bonitinho que, mesmo sem vontade, ela fica tentando fazer xixi pelada. Dá até prazer limpar o xixi do chão (juro!!!!).

segunda-feira, setembro 12, 2011

Lara fashion week



Macacão de poá supertendência com handbag retrô



Look mix de conforto e fashionabilidade para o aniversário da amiguinha. Estampa floral com borboletas, super in



Look casual jeans para correr nos corredores do shopping enquanto minha mãe tenta comer a melhor torta do mundo que nem é, né?



Look almoço casual com xuxinhas porque já temos cabelo suficiente, obrigada. Detalhe de laços e saia-midi porque minha mãe tem medo de depois não servir mais



Look de gala para o aniversário do vovô. Maxi laço e black and white com maxi estampas de maxi flores.

quinta-feira, setembro 08, 2011

1a vez sem ela

Fim de semana passado viajamos a primeira vez sem a Larinha, que ficou com a vovó, titia e babá (para o trabalho pesado, hehe). Confesso que na véspera achei que não ia aguentar. Quase botei as coisas dela em uma mala e levei junto. A ida foi muito sofrida também, ficava imaginando milhões de tragédias que poderiam acontecer e eu longe da minha filha.
O fim de semana, por sua vez, foi muito bom. Fomos para um casamento de um amigo em uma cidade a 60 km de Fortaleza, um programa totalmente baby-unfriendly: além do avião, envolvia transfer e um festão em hotel que foi até as duas da manhã e não deixaria um bebê dormir. Fiquei meio com uma sensação de não ter onde por as mãos na praia ao meio-dia, me deu uma coceira umas duas horas depois e eu chamei husband para ir dar uma volta, procurar uma loja, fazer alguma coisa que quem aguenta ficar tanto tempo assim, deitada no sol? Desacostumada total do esquema relax.
Senti muita saudade, ligava várias vezes, mas adorei o passeio, adorei tomar caipirinha na praia e curtir a festa até a hora que husband não aguentou mais, acordar tarde (9h, na verdade, queria acordar meio-dia!!!), ir à praia com o sol escaldando, viajar com uma mala pequena...
A volta foi agoniante, queria chegar logo e acho, sinceramente, que dois dias longe da minha pitica de um ano foi de bom tamanho. A avó garantiu que ela ficou boazinha, chamou a mamãe vez ou outra mas dormiu, comeu e brincou muito, paparicada por sua entourage.
Enfim, o saldo da viagem foi positivo, mas ainda acho que ir para a Europa e deixar Larinha aqui semanas vai demorar. Talvez uns 18 anos?

******

E o vocabulário da minha filha só aumenta! Ela pode ser a cara do pai, mas é faladeira como a mãe, com certeza. Que eu me lembre, ela fala:

mamãe, mamá (mamar),mamã (mamão), cacai (papai), cacá (papar), cacá (calçar), vovó, vovê, eidí (Neide), nanana (banana), au-au, caco (macaco), abô (acabou), adê (cadê), neném, auá (alô), auá (água)....
´
Além de correr e marchar. Aprendeu no sete de setembro!

PS: Esqueci do "esse", que ela fala o dia inteiro apontando o que quer. E do "ijá", que complementa o nosso "1,2,3 e...". E ela fala "amêeee", me imitando, quando grito "amoooor" chamando o husband...

terça-feira, agosto 30, 2011

Coruja

Conversando com uma amiga pelo Gtalk agora:

"Vc tem que ver a Lara mesmo, ela está impressionantemente linda, não é pq é minha filha não, mas ela canta, dança e representa,coisa de louco"

Coruja, eu?


PS: Juro que ela canta, dança e representa, gente!! Ela canta "caca" apontando o dedinho quando falo para cantar a música do balão (caicai balão, gente!), faz a coreografia da pombinha branca, do pintinho amarelinho... Glee material!

quarta-feira, agosto 24, 2011

Livros

Quero terminar o One Day que comprei achando que seria tudo, mas, sinceramente, acho que já passei daquela fase de indecisões, incertezas, não me identifiquei.
Comprei Commited e nunca abri. Nem gostei tanto assim de Eat, Pray, Love, a parte do pray então pulei horrores (curti o filme, porém).
Quero ler Crash que li um capítulo e achei um livro delícia sobre economia (se é que eles existem!).
Preciso terminar Saga Brasileira, mas empaquei no primeiro capítulo.
E A Real História do Real, que empaquei há uns três anos, mas tenhoqueler!
Mas sabe o livro que eu estou me coçando para que chegue logo a minha encomenda???
O que esperar dos primeiros anos.
Esse, tenho certeza, vou ler de cabo a rabo.


PS: Só para registrar para a posteridade, Lara disse anteontem sua primeira frase: "Adê nenêm?". E começou a aula de música da UnB hoje, mas isso eu conto depois!

quarta-feira, agosto 17, 2011

Festinha




Não é por nada não, mas eu fiquei muito orgulhosa de mim mesma com a festinha da Lara #modéstia. (Aqui tem mais fotos, já que esse blogspot não me deixa colocar mais).
Foi uma correria sem fim, eu arrumei um milhão de fornecedores diferentes, o docinho era de um, o cupcake de outro, a colher do brigadeiro de um terceiro, afe! Com marido viajando na véspera então, foi MUITA correria para myself, mas valeu a pena.
Ficou muito lindo, exatamente como eu imaginei, a mesa ficou foférrima, as lembrancinhas também, estou me achando a Martha Stewart das festas infantis, hohoho. Tive muita ajuda, uma amiga fez o convite LINDO sozinha e deu de presente para a Lara, minha mãe passou uma tarde passando a fita azul dentro da fita vermelha de bolinhas para a lembrancinha (porque para que simplificar e comprar uma fita só, né?), uma tia fez o brigadeiro de colher, outra encapou a caixa de presentes, a família toda ajudou a montar mesas, colocar forros, comprar cerveja, arrumar as lembrancinhas...
E adorei inventar vários detalhes, a fita dupla, a mesa para bebês (com sucos naturais, frutas e biscoito de polvilho) que eu criei só para usar umas refresqueiras lindas que aluguei, usar minha boleira Le Creuset na mesa de bolo, usar um porta-retrato vermelho da minha casa para colocar uma foto minha e outra de husband com 1 ano.... Acho que esses detalhes fizeram toda a diferença e deram uma bossa à festinha.
Ah, e eu fiz uma votação, "como quem a Lara se parece?" que, claro, foi vencida pelo husband, que teve 42 votos, mas eu tive 28 porque tenho amigos, hohoho.
Para a Lara, confesso, foi um pouco estressante. Ela tem andado muito enjoadinha, já está praticamente correndo, mas quando cai faz um draaaama, o que nunca aconteceu antes, estou até um pouco preocupada. Na festa, ela não gostou nem um pouco de todo mundo querendo pega-la ao mesmo tempo, mas curtiu muito os brinquedos e a mesa, "cantou" pintinho amarelinho o tempo todo (fazendo o gesto do dedo indicador, hehe).
Seguem as fotos:

terça-feira, agosto 16, 2011

Quando sua filha ganha de aniversário vários vestidos e sapatos de estampa de oncinha, tachinhas e lacinhos ultrafashion é porque você é uma perua mesmo.

PS: Mais do aniversário daqui a pouco. Ou daqui uma semana, vocês sabem como aqui funciona.
PS2: Aqui tem fotos!! A da Lara é a segunda festa.

sexta-feira, julho 29, 2011

Maria del bairro

Aqui em casa, a gente é do núcleo dramático da novela. É sempre com emoção.
Dois meses antes do meu casamento, marcado há mais de um ano, eu descubro que estou grávida. Aí é mudar vestido, mudar destino da lua-de-mel, arquivar os planos de beber uma garrafa de Veuve Clicquot sozinha.
Duas semanas antes da festinha da Lara, tudo marcado, aparece um compromisso inadiavel de husband fora da cidade. Aí corre mudar tudo para o dia seguinte, abrir mão de parte da decoração e de alguns convidados que não poderão aparecer.
Sabe o que eu acho? É a vida me mostrando que, mais importante do que me embebedar no meu casamento é ter a chance de comemorar o início da minha nova família linda e abençoada com 300 pessoas que me amam.
Mais importante do que 16 personagens precisamente esculpidos em biscuit na mesa é a família estar reunida, antes ou depois da festa, não interessa, é todo mundo dando muito beijinho na Lara.
E é assim que, como diz o Douglas (insensato coração, hello!), aqui em casa a gente vai fazendo caipirinha dos limões que aparecem.

PS:É um núcleo dramático leve, graças a Deus, e muito, muito abençoado.

quinta-feira, julho 28, 2011

Andando

Alguém sabe por que eu não consigo postar vídeo do Iphone aqui? Hein, hein? Lara Walker está andando e eu quero mostrar para vocês!! Oh crap.

quinta-feira, julho 21, 2011

Banho

Sabe aquela história de que com o segundo filho os pais são muito mais relaxados (no bom e no mau sentido da palavra)? Aqui em casa isso foi ocorrendo com a primeira filha mesmo.
A prova do nosso relaxamento é o banho da Lara. A primeira banheira dela custou R$ 140. Era de plástico atóxico, inclinada, com espuminha para não escorregar. E ela tinha também um Tummy Tub, que custou outra bagatela.
Aí ela ficou grande demais para eles, e eu despachei ambos para a casa de uma amiga grávida. Por um bom tempo, ela foi usando uma banheira inflável de patinho, adorava, mas era um saco porque ela ia esvaziando e a gente tendo que soprar toda vez. Até que ficou grande demais para o pato também.
Agora, com 11 meses, até ontem Lara tomava banho em uma bacia de lavar roupa. Que lavou muita roupa dela, diga-se de passagem. Mas aí a mamãe se compadeceu da menina e comprou-lhe uma banheira nova. No Atacadão. Que custou R$ 13.


PS: Isso porque eu só deixei babá trocar fralda de Lara quando ela tinha quase 6 meses, hohoho.

quarta-feira, julho 20, 2011

Gracinhas e filminhos

Gente, a Lara está fazendo tanta, mas tanta gracinha, que eu nem sei mais lista-las! O melhor é imitar nossas ações, ela agora penteia o próprio cabelo (a orelha, para ser mais exata), "passa" creme no corpo, dá beijo na nossa bochecha (na verdade encosta a boca e faz huuuum), é obcecada pelos beijos que eu dou no pai dela e vice-versa (pega a cabeça de um e bate na do outro para dar beijo),tenta comer com a colher, dança o tempo todo (pena que eu nao consegui colocar um video aqui) balançando a cabecinha de um lado para o outro, sabe um moooonte de parte do corpo, a gente fala "cadê o pé/mão/barriga (a preferida dela)/olho/nariz/boca da Lara?" e ela coloca a mãozinha mostrando, está na fase do nenem, tudo o que vê aponta a mãozinha e diz "nenem, nenem",o que eu interpreto como "dá esse negocio para o nenem, que sou eu", ufa! Pela quantidade de coisas vocês imaginam a canseira que essa menina anda dando.
Por falar em andar, minha andarilha já deu quatro passinhos! Coismaislinda, desequilibra, cai, levanta, tem medo de se soltar, mas ao mesmo tempo quer andar, uma gostosura.
E anda braaaaava! Eu sempre tive medo de ela nascer leonina (alou, eu sou leonina) e ela foi lá resolver nascer 40 minutos antes do meu aniversário! Não deu outra, às vezes tenho a sensação de estar criando a mim mesma! E ainda não estou sabendo lidar com suas crises de braveza, quando não quer trocar a fralda, ou quando quer aparecer para a visita e começa a gritar desnorteadamente!!! Vamos lá, aos pouquinhos, aprendendo a lidar com uma criança cada vez menos bebê (snif) e com mais vontades.

Ah, e sabia que além de ser mãe da Lara eu trabalho (às vezes 10 horas por dia) e organizo a festa de um ano (que vai ficar liiiinda), né? Por isso, husband, NÃO TENHA DÚVIDAS, A GENTE VAI ASSISTIR ESSE FILME:



PS: Eu assistirira só pela Carrie, né.
PS2: E eu estou deprimida porque a minha história de amor com o Harry Potter acabou depois de dez anos com o último filme da série. Seria papo para outro post, tivesse eu tempo para isso

terça-feira, julho 05, 2011

Cuckoo

Você sabe que o seu marido tem sérios problemas quando vocês estão assistindo The middle, a séria sobre a família mais doida do mundo, e ele te diz:
"Ah, não, a gente tem que ter mais filhos logo".
Sérios problemas.

quarta-feira, junho 29, 2011

Alguém consegue me explicar porque as pessoas insistem em dar para a Lara - uma menina que come um patrão de comida orgânica sem sal, mama tudo e é supersaudável - biscoitos, pães industrializados e a indefectível bolacha de maizena!!! Qual o segredo da bolacha de maizena, minha gente?? Que nutrição toda é essa que ela oferece para ser assim tão essencial na vida da minha filha?? Luz, por favor!!

PS: Vocês acham que eu já mando um email para o mailing familiar informando que a Lara não vai tomar refrigerante, nem comer açúcar antes dos 2 anos e que depois o consumo de tais substancias será extremamente controlado, assim como sal, industrializados em geral, etc, etc...
PS2: Vou mandar um email para mim mesma para manter minhas convicções, hohoho

quarta-feira, junho 22, 2011

Das genialidades da minha filha


Ok, o blog é para babar e registrar as coisas fofas que a Lara faz. Sendo assim:

- Lara fala "caco". Para macaco. O macaco laranja que ela tem. A gente fala macaco, ela fala "cac" ou "cacu", algo assim. É de derreter o coração.
- Por falar em derreter o coração, o papai quase chorou porque ela olhou profundamente nos olhos deles e falou "papaiii", com o i no final, o que nunca acontecia. Falou e repetiu várias vezes!
- Dizemos "Lara, mostra a pulseira" e ela pega a pulserinha no braço esquerdo. Foooofo e mostra que Lara gosta de muito ouro! Inchalá!
- Lara tem um brinquedo que tem um tubo em que, ao se colocarem bolas, luzes se acendem. Lara transgressora, após aprender colocar a bola, descobriu um pininho dentro do tubo que é o que faz a luz acender e agora aperta o treco direto. Gênia!
- Lara levanta travesseiros para encontrar objetos, aponta o controle remoto para a TV, sabe que não pode mexer no home, mas vai lá e aperta os botões olhando para a gente, se esconde do pai, comemora quando a campainha toca e já começa a chamar "cá". Excelente anfitriã
- Lara não gosta de ficar por baixo, então se ela cai, ela disfarça e faz de conta que queria era deitar mesmo. Ou começa a falar e gritar para desviar nossa atenção. Superior.
- A Lara é linda!

quarta-feira, junho 15, 2011

São Paulo Fashion Week so far...

Lá em casa temos duas televisões. Mas é impressionante como elas nunca estão ligadas ao mesmo tempo. Depois de trabalho, Lara mamar, Lara dormir, Lara chorou, "vai lá você", banho, janta, o que todo mundo quer ver mesmo é a TV do quarto deitado na cama. E é um tal de "ah não, roupa não!", "futebol? Mas você não torce nem para a Cabofriense nem para o XV de Piracicaba!!", ou então "por favor, por favor, assiste esse programa de maquiagem comigo, são só 15 minutos!!" ou "é o jogo do nosso Fluminense!!"...
Enfim, toda essa introdução para falar que está difícil acompanhar o SPFW no pouco tempo que me sobra em que eu não estou trabalhando, maternando, ou vendo o Galvão Bueno! Então, nem vi desfile nenhum, mas ainda assim já me apaixonei por coisas que vi por aí! Meus favoritos:

Iodice





Alexandre Herchcovitch (e olha que eu não andava muito fã dele, hein)



terça-feira, junho 07, 2011

Hablas?

Larinha dormiu melhor essa noite. Estava muito chorosa ontem, resolvi dar um tylenol, não sei se sentia dor e a dor passou ou se o tylenol deu sono, enfim, cada dia com a sua agonia, né?
Agora, assuntos importantíssimos: como eu vou saber qual palavra colocar lá no livrinho dela como a primeira falada???
Porque a gente acha que ela fala várias coisas já. Mas acha, porque, né, eu sei lá se é isso que ela quer dizer. Para mim, que sou suspeitíssima, ela já fala:

Mamama - mamãe (der)
papapa - papai (der der)
boia ou boua ou algo do tipo - bola, nova brincadeira preferida, dá um sossego danado porque ela joga e engatinha para pegar, joga e engatinha, joga e engatinha, ad infinitum...
Cá - vem cá, imitando a gente com a mãozinha
au - auau, quando vê cachorros.
tadá tadá tadá tadá - não tenho a mínima ideia, mas ela fala isso o dia inteiro e às vezes de noite também.

A babá diz ainda que ela fala "eta" quando vê a borboleta no livrinho. Enfim, ou Larinha é uma tagarela ou todo mundo aqui em casa é muito do coruja, hehe.


PS: E a Larinha põe o telefone na orelha, né, aquela coisa que dá vontade de morder. Minha sogra tem certeza que, antes de posicionar o telefone, Lara aperta as teclas para fazer a ligação, hohohoho

segunda-feira, junho 06, 2011

Help

Mães de filhos que não dormem, meus parabéns. Não sei como vocês conseguem. Mães de filhos que dormem, me ajudem!!!
Lara sempre dormiu bem. Sempre, mesmo recém-nascida acordava com regularidade de madrugada e com dois meses já dormia a noite inteira. Eu contribuía para isso dando banhozinho de tummy-tub, fazendo massagem, rotina básica para dormir.
Durante o dia, às vezes dormia bem, às vezes não, mas tinha uma rotininha também, mais ou menos baseada na Encantadora de bebês, de comer –brincar –dormir e foi ótimo porque ela não acostumou a dormir no peito, cinco minutinhos de ninadas e capotava. Tinha época de colocarmos ela acordada no berço e ela adormecia sozinha, perfection.
Até que, há uns dois meses ela começou a acordar de vez em quando. Há um mês, acordar sempre, umas duas vezes por noite, mas calmamente, ia lá, dava uns tapinhas no bumbum ou pegava rapidinho e ela voltava a dormir.
Há uma semana, porém, a coisa mudou de figura e aqui eu não sei como eu estou conseguindo usar há com h nos lugares certos, porque minha cabeça pifou. Lara acorda 4, 5 vezes por noite, chorando muito e está dando muito trabalho para ir dormir. Pediatra identificou dentes nascendo na gengiva superior (ela ainda não tem nenhum), estou usando Camomilina C há uns três dias, mas não notei diferença.
Estou exausta, meu marido também. Não quero coloca-la na nossa cama – o que acabamos fazendo algumas vezes por exaustão - respeito quem optou por cama compartilhada, mas não é a nossa. Eu chego em casa tarde, às vezes depois das 20h, e, depois que a Lara dorme é que eu vou tomar banho, jantar, ver TV, ficar com o meu marido. Se eu tenho que ficar na cama para ela dormir, não sobra tempo nenhum para mim.
Assim sendo, alguém tem uma dica para fazer minha filha voltar a ser bebê anjo e seus pais deixarem de ser papais-zumbis?? Sério, uma semana sem dormir foi o suficiente para acabar comigo, voltei ao peso anterior à gravidez (olha o lado bom), mas é um peso que eu mantinha correndo 5 quilometros três vezes por semana e fazendo dieta, ou seja, não é o meu peso natural.
Estou definhando e rezando para que seja uma fase. Mas se alguém tiver um método, um floral, uma dica, uma reza, uma novena, estamos fazendo qualquer negócio!

quarta-feira, junho 01, 2011

PTA

Daí que me ligaram hoje da escola de natação da Lara. Marcando uma reunião para discutir o desempenho dela. O desempenho. Da minha filha de 9 meses. Cuja atividade se resume a bater a mão na água e dar uns gritinhos.
Posso falar? Me emocionei. Minha primeira reunião de pais e mestres!
Eu acho que, na verdade, eles vão dizer que nunca viram uma criança dessa idade nadar tão bem, que ela deverá ser a próxima César Cielo, e querem coloca-la no outdoor fazendo propaganda da academia.
Acho que é isso, né?


PS: Se eu chorar na frente da professora é muito mico?

quarta-feira, maio 25, 2011

News

Estou sem tempo, com uma babá que mais falta que vem e uma filha que decidiu que SÓ SERVE A MAMÃE!!
Quando eu não estou, fica bem. Mas quando eu chego chora até no colo do pai. Se acorda à noite, eu vou lá, pego na mãozinha e ela já volta a dormir. Se vai o pai, ela faz escândalo, não deita para ser ninada, chora, chora, chora. É claro que é bom saber que eu reconforto minha filha, mas às vezes cansa, né?

*******

E o meu problema é que eu quero ter controle sobre tu-do o que acontece na vida da minha filha. E aí já viu, né, frustração sempre. Porque se ela vai tomar banho na casa da avó eu quero saber se a banheira é de plástico atóxico, se o sabonete é o que ela usa geralmente, se a toalha foi lavada no sabão de côco. Se outra pessoa vai dar comida eu penso "será que vão dar pedacinhos para estimular a mastigação?". "E se ela engasgar?"

quarta-feira, maio 11, 2011

Nine

E a minha filha que hoje faz nove meses??? NOVE MESES!!! Como assim??? Passou tão rápido que eu nem fiz o post de 8 meses ainda!!!
Eu estou superfeliz porque ela está saudável, se desenvolvendo bem que é uma beleza, mas não posso negar que no fundo vai dando uma saudade, uma tristeza, porque a bebezice vai acabando, né? Ela está cada dia mais criança e menos bebê que só come e dorme. E está linda, linda demais gente. Lara com nove meses:

- Fica em pé nos móveis, se solta e se mantém de pé por alguns segundos. (alguns mesmo, tipo 5).
- Engatinha com maestria
- Entende perfeitamentos comandos, o que para mim é inédito!! A gente fala, "Lara, bate palma", ela vai lá e bate. Ou "Lara, cadê a luz?" ela olha para cima. Fofo demais!!
- Pisca para a gente e para todo mundo com charme que ela sabe que tem.
- AMA parquinho, mergulha de boca na areia e adora
- AMAAAAA a natação, na primeira aula me arrependi de ter feito o plano semestral, mas já na segunda aula ela se soltou de tal forma que ficou en-lou-que-ci-da na piscina e custei segura-la
- AMAAAAAAAA cachorro e eu tenho certeza que ela fala au-au. (Há controvérsias e pessoas descrentes dizem que é outra coisa)
- Ama música, adora que a gente canta, dança até para barulho de bife fritando
- Fala mamama e papapa daquele jeito não sei quem é quem
- Abraça a gente e dá uma bocadona na bochecha. Acho que é beijo.
- Come tudo com consistência, banana direto da fruta, arroz, feijão, verduras cada vez menos amassadas. Só não dei biscoito, essas coisas, mas já dei pedaços de pão caseiro para ela chupar e coloco aveia nas frutas.
- Comeu um prato de framboesa sozinha (meio, na verdade, a outra metade usou para pintar o tapete). Adora colocar comidas na boca
- Acorda cada dia em um horário, mas pelo menos tem sido cada vez menos 6 da manhã, tkGod
- Mama bem de manhã, na hora do almoço não tem muito saco e à noite às vezes está com muito sono. Não dá nenhuma pinta de largar o peito naturalmente (aliás, será que isso acontece se eu não dou outro leite?), mas mamãe está se cansando, confesso.
- Não tem dente, hohohoho

terça-feira, maio 10, 2011

Erramos

Eu queria pedir desculpas a todas as mães que eu já critiquei, julguei ou apenas pensei algo ruim a respeito na minha vida. Ser mãe é foda e quem sou eu (ou, principalmente, quem era eu antes de ser mãe) para te julgar. Você que tem babá no fim de semana, que tem enfermeira dormindo com o bebê, que só dá papinha industrializada, que amamentou “pouco” ou “muito” ou nada, que largou sua carreira para ficar “só” em casa. Me desculpa por ter te olhado torto ou cochichado quando você chegou no baile de carnaval com a babá de branco. Quem sou eu? Eu lá sei quantas vezes você tentou manter uma conversa adulta e não conseguiu até contratar a folguista? Eu lá sei o limite do cansaço em que você está para contratar a enfermeira da noite? Eu lá sei o quanto você trabalhava e não via seus filhos até decidir ficar em casa full time? Eu lá sei quantas vezes você acordou à noite até decidir dar o NAN pro menino? Eu lá sei da sua vida??
Ser mãe é foda, em vários sentidos da expressão e quem não é mãe doesn’t have a clue. E quem não é mãe do seu bebê especificamente não tem ideia do trabalho que ele dá. Eu sei da minha apenas, eu sei dos meus limites, e só. E minha meta agora é te respeitar.

sexta-feira, abril 29, 2011

Royal


E como quem está lá no meu Facebook já sabe, eu fiquei ALUCINADA com o casamento da princesa!! Eu amo casamento, choro até nos de quem eu não conheço, amei casar, ser noiva foi uma das melhores coisas da minha vida!! Imagina a minha empolgação!!
Coloquei o relógio para despertar ÀS 6h (meia-hora antes de Larinha acordar, afe, ela está cada dia madrugando mais) para acompanhar tudo, gravei, (continuo gravando o dia todo) e estou super triste por ter que trabalhar hoje, kkkkkk.
Por mim, ficava o dia inteiro só lendo blogs e jornais sobre a princesa.
Adorei quase tudo, a achei linda, o vestido era maravilhoso, elegante, clássico e moderno ao mesmo tempo. Adooooro renda (tanto que usei, como ela, renda Chantily), acho que noiva não tem necessariamente que ter cabelo preso, principalmente quem tem cabelo longo, bonito e usa geralmente solto, adorei o cabelo (parece o meu penteado, hein, Kate, você andou vendo minhas fotos??), adorei a tiara discreta, ela ficou linda!! Só não gostei do buquê, que achei pequeno demais, mas tinha flores chamadas Sweet William, fofo! As daminhas estavam lindas!! Agora, é nisso que eu reparo, né?


PS: Aiai, me deu uma saudade enorme do meu casamento



Eu e Husband. Acima, o outro casal real...

terça-feira, abril 26, 2011

Momentos

Você está lá, taxa de rolagem, IOF, deficit em conta corrente.
Aí você acha um babador na bolsa.
É o momento "oooun" do dia.

PS: A não ser que o babador esteja sujo. Aí é o momento "putaquepariu".

terça-feira, abril 19, 2011

Away

Quando a Lara acorda e eu a amamento, penso nas pautas que eu tenho a fazer e no tanto de entrevista para marcar
Ao sair de casa, quando a Lara faz gracinha *, meu coração se parte e eu quero ficar mais
No trabalho, penso na unha por fazer e em quando é que eu vou voltar para a academia
Quando volto e ela me abraça, penso que tenho que comprar o frango orgânico e marcar uma consulta no dentista
Quando a coloco para dormir, penso no quanto estou cansada e em quando conseguirei dormir até meio-dia de novo
Quando me deito, perco o sono, morro de saudade dela e penso em coloca-la na cama comigo
Dormindo, sonho com trabalho e que alguém colocou açúcar no abacate da Lara
Eu estou sempre em outro lugar.




*é a nova mania aqui em casa. Consiste em dar uma piscadinha charmosa e um sorriso maroto, coisamaislinda!

terça-feira, abril 12, 2011

Madrugada, vento frio. Você se levanta ainda meio dormindo para jogar aquela cobertinha básica nas pernas do bebê. Niqui você o cobre, ele abre os olhos e levanta a cabeça. Você:
a)Pega o bebê nos braços, nina com músicas do cancioneiro popular, oferece o peito e o deita na cama compartilhada
b)Dá uns tapinhas no bumbum dele enquanto faz “shushushu”
c)Deita rapidamente no chão e sai se arrastando do quarto mais rapidamente ainda para o bebê não te ver

Um doce para quem adivinhar o que eu fiz.

sexta-feira, abril 08, 2011

Possível


Daí que está rolando uma blogagem coletiva sobre maternidade real (vê aí no lado do blog o tanto de selinho igual a esse de cima). E eu nem pensei em participar porque, oi, eu lá sou blogueira?? Mas quando eu comecei a ler os relatos e vi que é para contar o que você faz de “errado”, pensei, opa, é comigo mesmo!!!
Eu amo a minha filha, não há dúvidas disso. Mas ser mãe mudou a minha vida em todos os aspectos e definitivamente, não são só flores. São muitas flores, mas têm vários espinhos, muitos deles porque eu decidi ser a certain type of mãe. Daquelas que não têm babás “folguistas”, que não têm “ajuda” 24h, que não dá papinha industrializada nem no fim de semana, que só compra verdura orgânica, que se preocupa com o meio ambiente, o futuro, a integridade, o caráter.
Sou perfeita, diz aí?
Não fosse o fato de que:
Eu quero ensinar a Lara a dormir fora do peito, mas no fundo eu torço para ela dormir enquanto mama
Eu quero continuar a rotina do banho antes de dormir, mas se ela dormiu no peito eu comemoro
Eu fiz aquele drama todo por voltar ao trabalho, mas eu estou bem feliz trabalhando e acho que não conseguiria ficar “só” em casa
Eu quero usar fralda de pano, mas ainda não movi um dedo para isso
Eu dei papinha Nestlé na viagem
Eu coloco a Lara para assistir Galinha Pintadinha quando o bicho pega
Eu fico muito mais cansada nos fins de semana
Todos os domingos à noite eu questiono a minha vida, a maternidade, o mundo, choro e falo que vou procurar um psicólogo
Eu bebo um pouquinho de vinho ou uma caipirinha (depois da Lara ter dormido e quando só voltará a mamar dali a umas 10 horas). E isso neeeem se compara ao que eu bebia antes e eu fico triste por não beber mais!!! (AA urgente!)
Se a Lara acorda muito cedo eu tento enrolá-la e não amamento logo para não acostumar (não dá certo, viu?). E ligo a TV “aqui, no Discovery Kids” para dormir mais um pouquinho
Eu adouuuuuro colocar roupinhas peruinhas na Lara (Alô, Estadão? Me liga aí pra fazer uma matéria!)
Eu não vejo a hora de levar a Lara para a Disney!
A Lara SÓ tem brinquedos com luzinhas e tem muito mais brinquedos do que eu queria
Eu morro de ciúmes da Lara e fico feliz quando ela só quer o meu colo
Eu morro de preguiça e me irrito quando a Lara só quer o meu colo
Eu conto para todo mundo que fiz cesárea porque tive hipertensão, e que cheguei ao hospital com a pressão 17 por 14, com quadro de pré-eclâmpsia, e faço um draaaaama (Tudo para justificar o não-parto normal que eu nem sei se teria em outra situação)
Eu ainda estou quase 2kg acima do peso que eu estava antes de engravidar - mas eu não faço dieta como fazia antes e muito menos academia e continuou culpando a gravidez
Eu realmente me questiono se quererei ter um segundo filho (e o meu maior argumento pró é não querer que a Lara seja filha única).
Essa sou eu, mãe. A melhor que eu posso ser!
(Amigas que ainda não tiveram filhos ou estão em processo, desanimam não, ta? Tem muitas flores também, favor ler o restante do blog!)

segunda-feira, abril 04, 2011

Manezinha


Essa areia é minha, essa aqui também e aquela mais na frente também


Sabe quando as coisas conspiram? Husband ia para Florianópolis nesse findi, eu tive folga na sexta, TAM fez promoção... Pulamos todos no avião e fomos todos para a capital catarinense!!
Foi a terceira viagem de Larinha, a primeira em hotel. Foi a melhor viagem com ela, que está interativíssima! Mas também foi a mais difícil, pelo mesmo motivo. Acabou aquela história de por ela no carrinho dormindo enquanto apreciamos a comida local. Lara não fica no carrinho mais. Muito menos dorme assim, na rua. Quer atenção o tempo todo, minha, do pai e do pessoal da mesa ao lado, por favor e agoraaaaaa!
Temia a minha menina espoleta no avião, mas os horários dos vôos ajudaram. Fomos bem tarde e voltamos bem cedo, então ela dormiu a maior parte nos dois – e aqui eu não sei como é voar com crianças que não mamam, porque ela sempre decola no peito.
O tempo ajudou e fez sol todos os dias, um sol baby-friendly que nos permitiu ir à praia nos horários dermatologicamente aprovados. E Lara, que da primeira vez que foi à praia aos quatro meses tinha achado areia um tanto estranha, dessa vez a-do-rou, pinto-no-lixo style!!
Já começava a bater as perninhas na primeira visão da areia, chegando lá ia para o chão e engatinhava para todos os lados, pegava areia, fazia bolinhos, destruía castelos e quase não colocava a mão na boca, o que ajudava bastante!
Do mar, ainda não foi dessa vez que Lara gostou. Água gelada, não ajudou, precisamos ir para o Nordeste!!
Outra dificuldade dessa viagem foi a alimentação. Foi a primeira vez que viajamos depois do início das papinhas, e eu sofri muito em apresentar Mr. Nestlé para Larinha criada a leitinho da mamãe e chuchu orgânico. Até tentei levar papinha congelada, mas era um vôo longo, atrasos, hotel longe do aeroporto, morro de medo de comida estragada e preferi a conservada à vácuo sem conservante (comofas?).


Moço, o senhor tem uma cenourinha orgânica aí por favor???

Frutinhas, nós pegávamos no café da manhã do hotel mesmo, aguinha mineral natural para completar e voila! Lara até comeu tudo (cominha um potinho e meio em cada refeição), mas hoje comeu com gosto a sopinha orgânica no almoço!!
No mais, se comportou lindamente, todo mundo queria pega-la (o que assustou essa mãe goiana acostumada com Brasília onde as pessoas riem para o bebê , mas não tocam) conversou muito com todo mundo (babababamamamamaagu, que Larinha agora fala palavras complexas), engatinhou na grama, na areia, dormiu no bercinho do hotel sem problemas e curtiu muito o fim de semana diferente. Praticamente uma manezinha da ilha!

quarta-feira, março 30, 2011

Lara fala

video

Ok, eu sei que ela não sabe ainda o que está falando... mas eu ouvi mamãe, e vocês?

PS: Ela está comendo caqui, não mamão, que poderia causar dúvidas.

terça-feira, março 29, 2011

Lencinhos


Momento blog de beleza:
Eu nunca fui muito boa em manter a unha feita e impecável. Não posso nem culpar a Lara, coitada, eu já era assim antes de ser mãe, moooorro de preguiça de salão, sempre tenho algo mais interessante pra fazer. Só consegui manter a unha sempre bonita durante a minha licença, porque eu tinha uma manicure que ia em casa e eu não digitava, hehe.
Modisquê eu descobri os tais lencinhos removedores de esmalte da Oceane. Comprei na farmácia mesmo, já tinha lido por aí, inclusive críticas ruins, mas comprei assim mesmo e ADOREI!! É muito prático!! Porque a gente (eu pelo menos) só vê que o esmalte está descascando na rua, né? E eu sempre falo que vou tirar em casa e nunca me lembro, até estar dirigindo para o trabalho no dia seguinte.
Agora, com os lencinhos, eu tiro o esmalte no carro mesmo. Hoje usei dois lencinhos e em dois sinais vermelhos eu consegui remover todo o esmalte das duas mãos!! (não recomendo tentar fazer isso com o carro em movimento, hohohoho). E olha que estava com este esmalte aqui e esmalte escuro é difícil de tirar, né?

Fora que fica um oleozinho depois, mas eu achei até hidratante o negócio!!
Superaprovado! Nem lembro o preço, mas acho que era alguma coisa em torno de R$ 6.

*********************************************************************************

Por falar em beleza, roupa, consumo, etc, sábado passado aproveitei uma ida ao shopping alone para correr lá na C&A para ver a coleção da Stella McCartney. Que decepção! Três dias depois do lançamento não tinha mais nada, só uns dois vestidos daquela malhinha fast-fashion já conhecida que não ajuda no caimento e com preços acima dos padrões fast-fashion. Aproveitei e passei na amiga Zara e comprei um vestido LINDO de bolinhas, parece que foi da minha avó, que adorei! Acho retrô- husband acha amish ou de véia mesmo.

quinta-feira, março 24, 2011

quarta-feira, março 23, 2011

Espoleta

Larinha está melhorando, ainda tossindo, mas não está mais molinha e já está bem menos enjoada. (Obrigada a todas que desejaram melhoras para a princesa!!).
Tanto melhora que quer subir em tuuuuudo, para meu desespero. A moda agora é querer subir segurando um brinquedo. É hilário, ela olha para o brinquedo, olha para o lugar em que quer subir, tenta subir, cai (a gente atrás, segurando), tenta de novo. Fica em pé segurando nas coisas e solta achando que nada vai acontecer, cai, assuta, chora, fica em pé de novo! No berço ela já se move em pé e vai até a ponta para olhar pela janela, tãaaao bonitinho! Ontem passamos um tempão brincando de ficar em pé segurando na gaveta e "escolher" o pijama para dormir. Fez uma bagunça, tirou todas as roupas da gaveta, brincou muito e eu fiquei superfeliz por ver minha princesa tão ativa e tão bonitinha!! Deveria ser proibido criança ficar doente! Humpft.

PS: Mas descobri que está todo mundo doente em Brasília mesmo!! Quase todas as crianças que eu conheço (são poucas) e várias dos blogs! Poxa vida...

segunda-feira, março 21, 2011

Primeira gripe, primeira queda, primeiro caldo, segundo pediatra

Lara está gripada. E eu, arrasada. Sinceramente acreditei que, enquanto ela estivesse no peito, com as vacinas em dia e comendo comidinha orgânica, jamais ficaria doente. Bobinha, eu, né?
E a culpa, claro, é minha. No sábado ela acordou e deu uma tossidinha, e, eu que imaginava que minha filha era imune a tudo, a levei à primeira aula de natação. Coitada. Ela até chegou animada, riu muito ao ver a piscina e as crianças maiores, bateu animada as perninhas. Mas quando ela entrou na água, já ficou ressabiada. Quando a professora deu uma leve mergulhada nela, aí a coisa ficou feia. Lara chorou, agarrou-se ao pai, que entrou com ela na piscina, não queria saber de musiquinha nem de coleguinha, nem de nada. Só brincou um pouquinho com uma prancha em forma de peixe, mas ficou feliz foi de sair da piscina.
Aí, quando chegamos em casa, Lara já estava enjoada de tudo . (Aliás, ela vinha enjoada, como eu já tinha dito aqui, será que era a gripe chegando?). E, engatinhando do meu lado, caiu com a boca no chão. Cortou, sangrou, inchou, chorou e eu morri. Se não fosse a minha sogra-médica ter vindo dar uma olhada, acho que tinha corrido para o pronto socorro – A LOUCA.
E eu estou desesperada. Porque eu era a desencanada, deixa a menina engatinhar no “chão, no mar, na teeeerra”, ela tem que se desenvolver e tal e coisa. Mas agora eu estou assustada com essa queda e não sei como agir. Tento segura-la no tapetinho, ela obviamente quer sair, berço já está no último nível que agora ela aprendeu a se erguer, eu não sei o que fazer para baby –proof minha casa nem como deixar minha filha correr solta sem se machucar!! (ajuda aí, gente?)
Aí, depois que caiu, o enjôo só foi aumentando, e começou tosse, nariz escorrendo, patati-patata. Ou seja, foi o pior fim de semana da vidinha de Larinha :(
Não teve febre, mas resolvi levar hoje de manhã no pediatra. A minha teve bebê e deixou um outro, que eu não conheço, no lugar. Disse que a Lara está bem, mas passou uma receita de xaropes e inaladores cuja bula se lê “para crises agudas de asma e bronquite”. Como eu vou dar uma coisa dessas para a minha filha??? Resolvi bancar, vou dar o xarope pelos cinco dias indicados, mas continuarei com a inalação só com o soro. Se achar que não está melhorando, acho que vou levar em outro pediatra. É tão difícil isso, né? Como vou saber se estou tomando a decisão certa se nem médica sou???
Enfim, o que me acalma mais é que, apesar do enjôo, Larinha está comendo direitinho, brincando ativamente, dormindo bem – acordou umas duas vezes em cada noite com o narizinho entupido, mas melhorou depois do soro. Vou tentar seguir um tal de instinto e espero que ele exista e seja bem materno comigo.

sexta-feira, março 11, 2011

7 meses

Hoje a Lara faz meses!! Viva!!!
Post rapidinho só para dizer que ela já voltou ao normal, dormiu a noite inteira de novo, tks god.
Durante o dia, porém, está um grudinho só, não quer ficar no chão brincando a não ser que tenha alguém por perto e assim mesmo logo pede colo. Porque será???
Ah, e ela engatinha!! De verdade, agora, não como um sapinho, como vinha ensaiando. Desde a última terça-feira ela vem aprimorando a arte e agora está lá, coordenando mão e joelho e matando os papais de orgulho.
Anda falante, reclamona e destruidora de tapetinhos de eva, a nova moda é desmontar o tapete-quebra-cabeça e comê-lo.
E linda, já falei?
Parabéns, dona gata. Mais tarde tem bolo de milho com calda de limão, que sua mãe é praticamente a Martha Stewart!

quinta-feira, março 10, 2011

Filmes

O dia em casa hoje foi uma coisa cinematográfica. Começou com "O dia em que a Lara acordou a noite toda", seguida por "Apertem os cintos, a babá sumiu". Tem que ser muito diva para dar conta de tantas produções.





PS: A babá chegou depois, tk god, mas eu já tinha armado O esquema para conseguir ir trabalhar. E alguém sabe porque uma bebê que nunca mais acordou desde os dois meses de idade resolve ficar chorandinha a noite toda e despertar de vez às 6h da matina?? Espero que seja um ponto fora da curva, não uma tendência.

quarta-feira, março 09, 2011

Primeiro carnaval e o mundo secreto dos pais


Melindrosa linda pronta para sair de casa


Logo que eu virei mãe, desconfiei que existia um clube do qual só quem tem filho fazia parte. Você passeia pela quadra com o carrinho e recebe sorrisos cúmplices de outros pais, daqueles que te deixam com ar de superioridade de quem faz parte de um mundo exclusivo. “Eu também sei das dores e das delícias da paternidade”, dizem os sorrisos.
Agora no carnaval, eu passei a ter certeza da existência desse mundinho. Quando começaram todos esses eventos infantis que eu nunca soube?? O que foi o shopping em que teve o baile da Galinha Pintadinha lotado de carros, estacionando nas calçadas ao redor, cheio de criança!! Me senti na Disney com aquele tanto de menino perto de mim!!
Sério, acho que os bailes infantis de Brasília começaram neste ano, porque não é possível que já houvesse essa comoção toda e eu não ficasse sabendo, hohoho. Me senti excluída agora!
Pois bem, o nosso carnaval começou com uma extensa programação infantil e adulta a cumprir. A infantil foi seguida à risca. A adulta... bem, sábado eu fui num bar do lado de casa que tinha samba, conta? Eu não aguentei, gente, chegava exausta dos bailinhos da Lara, ela desmaiava para um lado e eu para o outro!!


Baiana-candanga-goiana-carioca

O primeiro baile foi o tradicional baile infantil do Iate Clube. TERROR E PÂNICO!!! O que são aquelas crianças grandes correndo de um lado para o outro jogando espuma nos olhos uma das outras??? MEDO!!! Larinha chegou desconfiada, adorou a decoração, riu para algumas crianças e dançou batendo as perninhas um pouco. Mas depois cansou, enfiou o dedão na boca no estilo “daqui ele não sai, daqui ninguém tira” e deitou no meu ombro. Ainda ficamos mais um tempo na graminha, Larinha gostou do lago e tals.


Presença VIP, nós fazemos.


Mas pular carnaval ela pulou mesmo no Baile da Galinha Pintadinha!! Aí, apesar da lotação máxima, estava mais o público de Larinha, crianças de até no máximo quatro, cinco anos, muitos bebês e músicas da Galinha que ela adora! Foi começar o “cococococococooooooocó”, para ela bater as perninhas e se empolgar muuuuito! Foi lindo, eu até fiquei com vergonha de cantar todas as músicas, juro que eu não deixo Larinha o dia inteiro vendo a Galinha, é que eu decoro música rápido, juro!!


Olha lá o papai, Lara!



Tentando ver o cover da Galinha (oh god!)

E como Larinha fez sucesso!! Já até falei para o husband que eu não poderei comprar fantasias tão lindinhas para ela daqui a pouco senão ela vai ser a mais convencida da cidade. No primeiro baile, ela foi de baianinha!! No segundo, de melindrosa! Pescoços viravam para ver Larinha, todo mundo apontando, sorrisos de reconhecimento! Larinha, você foi a rainha do baile, ganhou por unanimidade, dois votos dos jurados mamãe e papai!!! Eeeee!


Sou linda, né gente?


PS: As lindas fantasias são daqui!
PS2: Observem que eu também me joguei na maquiagem carnavalesca com sombras pratas e laranja e nas roupas coloridas! A-MO carnaval!

quarta-feira, março 02, 2011

6 meses


Lara rouba o pincel da mamãe

Daí que a Lara fez seis meses, né? (Na verdade, ela fez 6 meses, duas semanas e seis dias, mas ignoremos e finjamos que este é o post de seis meses). E o que é essa menina com seis meses, geeente!!! É o cúmulo da fofura!! Ela ri para todo mundo, faz milhões de barulhos com a boca, “conversa” até e grita, como grita essa menina. Agora grita até para fazer cocô, o que às vezes é meio constrangedor quando é no meio do supermercado e, Lara, todo mundo está sacando o que você está fazendo, viu minha filha? Mas é fofa ainda assim.
E quase engatinha a criatura. O quase, obviamente, não a impede de se movimentar, mirando, principalmente, debaixo do sofá! Tapetinho de EVA e muito menos tapetes de atividade não são páreo para Lara! Camas cercadas de travesseiros muito menos! E adooora seus brinquedos, principalmente um com vários blocos e a girafa de morder. Mas adora ainda mais o brinquedo do outro. Favorito, favorito mesmo são os controles remotos, como são engraçados controles remotos, né gente? E as torres que o papai faz com os blocos, que ela derruba prontamente. Aprendeu até a andar sentada para alcançar as torres, como disse uma amiga minha, parece aquele goleiro do Mazembe, sabe?



E come que é uma beleza, aliás, eu comecei detestando o trabalhão que dá a alimentação, peito é muito mais prático e tals, mas agora é um assunto que eu adoro!! Sempre tive uma queda por nutrição, resultado das milhões de Boa Formas lidas durante a vida (pergunte aí a caloria de qualquer coisa que eu respondo). Agora virou programa de família ir no Ceasa comprar verdurinhas e frutinhas orgânicas para a Larinha (R$ 25 o frango orgânico, ai meu bolso)! E ela come tudo, até abacate, adorou. Bate um pratão de sopinha, toma um copinho inteiro de suquinho, uma graça! E toma água e suco no copinho de treinamento mesmo, nunca gostou de mamadeira, o que é melhor. (Pra quem interessar eu comprei esse aqui que ela adora, tem que ser o polipropileno que é sem BPA, aquela história toda. Eu tinha um outro da Avent mas era muito duro. Sério, nem eu consegui beber naquele negócio).
E continua mamona! Até hoje não entrou em outro leitinho, só o da mamãe está dando conta do recado. E pretendo continuar até... não sei, até quando ela quiser! Estou amamentando de manhã, na hora do almoço e à noite e por enquanto estamos indo bem! Muito anticorpo para a Larinha!
E Lara-fofa está com a vida social cada vez mais agitada! Todo sábado praticamente temos tido aniversários, churrascos e etc. durante o dia e Larinha acompanha numa boa. Para falar a verdade, dizem que ela está bem, eu mal a vejo, minhas amigas a roubam de mim, é um horror. No último churrasco até melancia comeu. Resolvi o problema de “como transportar a papinha” comprando uma bolsa térmica. A babá deixa a comida dela pronta no sábado, congelamos para o jantar e para o domingo. Quando vou sair, esquento, amasso e levo quente na bolsinha, está funcionando super bem!!
E Lara-fofíssima vai agora no parquinho e nos brinquedos, olha só. Estou tomando coragem para coloca-la na areia, mas todo dia acho-que-está- frio, acho-que- está- sujo, acho- que -estou –inventando- desculpas. As mães-de -parquinho também não estão ajudando. Sempre conversam com os próprios filhos “olha, fulaninho, a Lara já está com os pés na areia! Você não colocou até os dois anos”. Ou então “olha, sicraninha, que bonitinha a Lara na areia, tão pequena, né?”. Ou então as avós dizem “você tá louca de colocar essa menina na areia com seis meses?”. Avós não são politicamente corretas.

PS: Minha mãe totalmente não é. Na última visita, ela foi com a Lara no parquinho e mandou a Lara matar as formigas. Na frente das mães-de-parquinho! Repreendida por mim, ainda disse: “ai meu deus, eu tenho que me atualizar. Lara, não mata a formiga, os animais são nossos amigos, devemos proteger os animais”. Eu mereço.

segunda-feira, fevereiro 14, 2011

Contradições

Ok, não é normal a pessoa passar por uma gravidez a little difficult, daquelas que te fazem jurar que o bebê será filho único, ter uma criança de seis meses (do you believe??), ainda estar sofrendo para voltar a trabalhar e se emocionar lendo este post sobre o segundo filho. Bem que me disseram que mãe esquece.



PS: Ai minha nossa senhora do DIU!!!

terça-feira, fevereiro 01, 2011

O retorno

A minha volta ao trabalho foi assim: Lara acordou na segunda quase meia hora antes do normal. Já quase chorei pensando que a menina estava sentindo que eu iria abandoná-la e já estava traumatizada. Chorei muito no banho e comecei a me vestir. Quando eu peguei o absorvente de seios – puro glamour aqui – comecei a soluçar. Quando vi um pedaço de papinha seca no cinto que eu usaria – glamour só aumenta – achei que teria um troço.
Me controlei, saí de casa deixando a Dona Gata dormindo. Quando a babá fechou a porta atrás de mim, chorei muito – maldita, vai ficar com a minha filha o dia inteiro ainda bate a porta.
Fui no carro chorando e ouvindo música alta, bem estilo novela. Husband ainda me ligou no meio do caminho, pense numa pessoa soluçando desesperada. Elevador é outro lugar bom de chorar lembrando novela das oito. Me recompus, marchei firme no salto que eu voltei a andar até a firma.
Quando eu abri a porta, as primeiras pessoas foram mães, que olharam para mim e disseram : ooooun. Pronto, chorei no meio da redação. Um choro discreto, mas ainda bem que não tinha chefe por perto.
Depois da reunião, saí correndo para almoçar. Meu pai me liga e eu engasgo. Correria total, dá papinha, almoça, amamenta, já é hora de se arrumar correndo e voltar para trabalhar mais um pouco – deixei filtro solar, batom e creme para as mãos no carro, multitasking, sim eu sou.
À tarde, meu olho encheu de lágrimas diversas vezes devido aos diversos oooouns ouvidos. Liguei só umas trezentas vezes para casa, mas husband deu uma força ficando em casa à tarde nessa semana. Quando saí do trabalho, Lara estava na casa da minha sogra e husband voltou correndo com ela pra eu ver com urgência!!! Nos encontramos no elevador e, por um segundo, achei que Lara não havia me reconhecido. Pensa em um coração partindo! Mas depois ela entendeu que era eu e chorou para mamar, hehe. Depos, atrasei um pouquinho o horário dela dormir pra poder ficar com ela. E chorei do lado do berço...


PS: Lágrimas à parte, não vou mentir e dizer que foi de todo ruim. Eu gosto do meu trabalho, faço muita coisa interessante e vejo muita gente animada que alegra o meu dia. O ruim é ter que ficar longe da minha pequena. E os momentos que passamos juntos são tão corridos!! Mas vamos nos adaptar, tenho certeza. Apesar do drama do post anterior, eu fiz tudo o possível para que ela fique bem – o que, no caso de uma control freak como eu, inclui até um caderno para a babá anotar tudo o que acontece com Larinha, inclusive troca de fraldas (cocô ou xixi?). E acho que ela ficar em casa vai funcionar melhor para a nossa família, principalmente para mim que não tenho horário de entrar ou sair do trabalho. Mas fim de semana eu não quero desgrudar um minuto da Princesola. OMG, vou chorar de novo.

sexta-feira, janeiro 28, 2011

Eu sempre achei que seria daquelas mulheres que morrem de saudade do trabalho durante a licença maternidade, que não agüentam mais a pasmaceira de ficar só em casa. Até virar mãe. Me digam, como eu vou deixar em casa a coisa mais preciosa que eu tenho no mundo e sair para trabalhar?? Como eu vou largar uma menina criada no peito, em livre demanda, e impor horários rígidos de papinhas?? Como vou confia-la a outra pessoa?
Meu coração dói o dia inteiro, o tempo todo, é pesado demais, difícil demais para mim. Eu não posso e nem quero parar de trabalhar. Mas como poderei fazer isso com a minha filha?? Esse sorriso enorme que ela dá ao me ver me corta o coração. Como vou ficar horas a fio sem vê-lo? Será que ela vai se sentir abandonada? Será que vai sentir a minha falta? Como terei certeza de que a papinha foi feita com higiene, que as dobrinhas todas foram lavadas no banho, que o bumbum está sequinho, que deram água na hora certa?
E eu tentei me preparar, eu a deixei com a babá, saí de casa para resolver assuntos, fiz tudo o necessário. Mas eu não agüentava ficar muito tempo fora, queria aproveitar os últimos minutinhos! Foram tão bons esses meses dedicados exclusivamente a ela, nossas tardes preguiçosas de assistir Por Amor juntas, hehe. Eu sei que eu não posso me dividir em duas, que vou me acostumar, que não sou a primeira a passar por isso. Mas não sei se vou conseguir passar por essa segunda-feira ilesa.

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Datas

Só para registrar: desde o dia 19 de janeiro eu tenho uma criança que senta em casa. Senta. Tem noção do quão difícil deve ser isso? Tipo posição de ioga pra gente, né? Começou meio "o avião balança, treme mas não cai" (saca a coreografia?), mas já está firme!
E Lara agora joga os bracinhos para vir no colo (da mamãe, hohoho). E imita o barulho que o papai faz com a boca na barriguinha dela (sabe?). É tão bonitinho a boquinha que ela faz (oooooo)!

PS: Babona, eu?

terça-feira, janeiro 18, 2011

Minhas férias


Foto brega da primeira viagem de avião

O Rio de Xaneiro fez tão bem à Lara que, depois de ter engordado pouco no mês anterior, ela voltou a engordar mais de 800g no último! Também, com o tanto de braço que tinha para pegá-la, deu tempo da mamãe descansar muito e produzir muito leitinho, hohoho.
A viagem foi ótima! Na sua primeira vez no avião, na ida, Lara ficou um pouco entediada e deu uma choradinha (o moço na janela deve ter adorado), mas nada que um peitinho não resolva! Lara achou o Rio muito quente e teve que entrar no ar condicionado muitas vezes, o que eu evito fazer em Brasília. No primeiro dia na praia, não gostou muito dessa tal de areia, mas depois passou a adorar, querendo inclusive comê-la diversas vezes! O mar, ela achou lindo, mas muuuuito gelado, só deu para colocar os pezinhos! (Voltou tão branca quanto porque a nossa praia terminava 9h ou recomeçava às 18h, hehehe).


Meu biquíni não é lindo?

Lara gostou mesmo é do Natal, não só pela quantidade absurda de presentes que ela ganhou, mas pela decoração, amou as luzinhas e as árvores de Natal. Conheceu vários primos, inclusive um três meses mais novo que ela, olha só. Ficou tão feliz que aprendeu a virar, de costas para barriga para baixo, no dia 24! E não parou mais! Não quer ficar deitada nem para dormir à noite, gosta mesmo é de ficar de bruços!


Olha meu look natalino

Não viu o Papai Noel, que visitou a casa da bisa no dia 25, mas confesso que a mamãe aqui quase chorou quando viu aquele velhinho e todas as crianças em volta dele!
Lara também conheceu amigas muito queridas da mamãe - uma que mora no Rio e outra em São Paulo - quase conheceu a Lilata e seus gatos, mas a mamãe enrolou muito e, no último dia da viagem, o Dedé machucou o dentinho, mas está tudo bem!


Minha meia e filha da do papai!

Lara foi uma das únicas a se livrar de uma gripe que deixou a casa inteira doente, com febre, de cama! Mamãe passou uns dois dias só deitadona, amamentando de máscara, mas a pequena nem espirrou, viva o leite materno!
Além da praia de Copacabana, Ipanema e no Baixo Bebê, Lara foi ao Forte de Copacabana, almoçou no celeiro para ver as celebridades - onde brincou com a Betty Faria - foi ao Cervantes, ao Barra Shopping, passeou horrores no calçadão e fez muito sucesso no Rio! Agora está muito risonha, muito simpática, ri até para o vento e para a televisão, e gargalha de qualquer besteira que a gente faz!


Look reveillon


Olha como eu estou risonha

Enquanto isso...

Assim como em Goiânia, onde eu saí tranquila à noite, foi uma maravilha curtir o Rio tendo avó e tias disputando para cuidar da Lara! Fomos muito a barzinhos, cinema e até ao ensaio da Mangueira! O show da Amy foi um capítulo à parte! Ainda bem que foi no último dia! Foi a primeira vez que eu saí deixando a Lara acordada em casa, deixei um leitinho para a avó dar na mamadeira. Lara mamou, brincou e dormiu, nem sentiu a minha falta. E o show foi espetacular! Fiquei alucinada, pulando feito uma doida, cantando todas as músicas! Saí pulando do show, foi muito engraçado! E é óbvio que ela estava bebada, é óbvio que ela esqueceu metade das músicas e atravessou a outra metada, mas isso é Amy! Foi um show para quem é fã e, dá licença, eu sou!!!
Agora estou aqui, triste, triste, deprimida, porque volto a trabalhar no fim do mês. Mas isso é assunto para outro post.


Essas férias me cansaram muito!

segunda-feira, janeiro 17, 2011

Enquanto não baixo as fotos das férias... Golden Globes

Me likey:

Mangas compridas envelhecem, mas gostei da Blairzinha, mesmo meio apagadinha




Outra de manga comprida, detesto a Angelina, mas gostei do modelito



Natalie Portman grávida e linda! (Confesso que fiquei mais sensível a looks de grávidas depois que fui uma)



Me not likey:

Até gostei do vestido debutante chic, mas esse cabelo escorrido não ornou




Esse popozinho pequenininho não segura um decote desses!