quarta-feira, novembro 05, 2008

Obama


No Brasil, um operário, pobre do Nordeste é eleito. Na Bolívia, um cocaleiro. Nos Estados Unidos, um negro. É claro que cada um deles é totalmente diferente do outro. Mas representam uma revolução nos pensamentos das pessoas. Diferentes sociedades, em diferentes estágios de evolução deixaram de lado os seus preconceitos para escolher um candidato. E isso é muito legal.
Me emocionei muito com a vitória do Obama. Milhões de pessoas dizendo que é o sonho de Martin Luther King realizado, foi de arrepiar. Um negro! Filho de um queniano! Carrega todas as marcas das minorias em seus ombros. E gente, como ainda existe preconceito nesse mundo!!
Espero que ele consiga, apesar da máquina, fazer um bom governo. Obama tem idéias muito parecidas com as minhas (cof, cof) em relação a várias questões, como aborto e o casamento gay. Poderia também dar uma forcinha para o etanol brasileiro, de preferência exigindo procedência livre do trabalho escravo e da destruição ambiental, que tal?
Boa sorte ao presidente eleito. O mais elegante de todos, for sure. Yes we can!

3 comentários:

Renata disse...

Fiquei muito feliz!! :-))

Wallace disse...

Yes, we can

adri disse...

O problema é que ele é democrata, o que significa que vai fechar as portas pro etanol. Acho, mais importante que tudo, que não devemos julgá-lo por ser um presidente negro, mas por ser um um candidato com boas propostas e tal.
Acho que as pessoas estão muito atreladas à questão racial e olham só o fato de ele ser negro.
Podíamos ser menos superficiais, né? :))